O humor perdido

A morte de Joaquin Salvador Lavado, vítima de AVC, reduz o que de humor ainda resta no mundo. Quino, como era conhecido o autor argentino da garota-filósofa Mafalda, morreu ontem, aos 88 anos. A repercussão de sua morte merecia nem poderia ser diferente: de toda parte foi emitida mensagem de dor e perda. Talvez o editor do desenhista nascido em Mendoza, Daniel Divinsky, tenha dito a mais expressiva mensagem: Morreu Quino e, com isso, todas as pessoas boas deste país e do mundo irão chorar.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Acorda, Gutemberg!

Leitores, professores, indústria gráfica, editores, ilustradores e outras pessoas dotadas de inteligência sentem-se ameaçados. Os livros ficarão mais caros, caso sujeitos à tributação pretendida pelo

Tudo a ver

Adolescente, sempre que ia a pé para o Colégio Estadual Paes de Carvalho, atravessava toda a rua Riachuelo. No Centro de Belém, na rua estava instalada a maioria dos prostíbulos da cidade. Numerosos c

Pacato Plutão

Banda criada há oito anos, a Pacato Plutão foi contemplada do Prêmio Manaus de Conexões Culturais, e em consequência apresentará amanhã seu segundo álbum, com o sugestivo nome Soul do Norte. Composto

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.