O FAKE É REAL AO TER TOMADO CONTA DAS NOSSAS VIDAS

As fake news estão tomando conta das nossas vidas. Estamos diante de um drama mundial: a mentira está construindo uma realidade comum.

Pelo seu perfil alarmista e vulgar, com agressões linguísticas e enredos oportunistas, o fake chega às casas, às ruas e as mentes sem pedir licença; apenas entra como aquele velho conhecido que chega sorrateiramente.

Já não há pudor em conviver com a mentira e fazer dela parte da sua vida.

A notícia falsa ganha o mundo pelas redes sociais e pelas manchetes enganosas da grande mídia. Já não há controle nem lei que possa frear essa nova célula terrorista, destruidora da verdade e assassina das boas reputações. O falso está se tornando um real construído.

Já não ouço mais verdades do que mentira. Sempre conheci mentirosos, mas em mais de meio século de vida é a primeira vez que vejo a mentira ocupar um espaço social tão grande. Ela está no motorista de ônibus, nos transportes por aplicativos, na vizinha que abandonou a fofoca como bem cultural, no colega de trabalho que não faz mais intriga, no dono de boteco que perdeu a graça, no amigo chato que não se conforma mais só com a chatice. Todos resolveram aderir às fakes news e não há outro assunto.

Os sites de desmascaramentos dos fakes são insignificantes e desconhecidos da grande massa. O que ocupa espaço de forma avassaladora são as notícias falsas espalhadas por zaps, feices, messenger, etc, etc.

Estamos diante de uma catástrofe mundial, mais destruidora do que os vírus da natureza. O fake é uma produção de laboratório, feito para destruir possibilidades e existência da verdade transformadora. Não existe fake do bem. A mentira é verdadeira enquanto domínio coletivo. Estamos ferrados.


Lúcio Carril

Sociólogo

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A SAÍDA É SEGUIR E FAZER O CAMINHO

Com justa razão o jovem missionário belga Eduardo Hoornaert, 90, que vive no Brasil desde 1958, escreveu o livro O movimento de Jesus. Se Jesus tivesse fundado alguma igreja, ela não poderia ter outro

CARTÃO DE VACINA OU CARTÃO VERMELHO

Somente 56% dos servidores da saúde em MANAUS tomaram a primeira dose da vacina contra Covid. A prefeitura, o governo do estado, as empresas de saúde e as cooperativas precisam exigir a vacinação e af