O destino dos vermes

A má fama dos abutres deve-se ao mau cheiro que os acompanha, animais carnívoros que são. Raramente se os vê como benfeitores pela função de (como o chamava o contista amazonense Antísthenes Pinto) garis das alturas, que tão bem e também desempenham. Outro tipo de abutre, há os que andam sobre as duas patas dianteiras e seu odor não vem do corpo bem cuidado e das vestes perfumadas que costumam ostentar. Nestes casos, o fedor é guardado no íntimo desses indivíduos, de onde procede a sujeira que espalham por onde passam. Só alguém repugnante e ferimento poderia ter a ideia post a em prática pelo atual Presidente da Petrobras, ao retirar da termelétrica de Duque de Caxias, o nome de Leonel Brizola. O político, por sua trajetória política, constituiu-se no último dos estadistas brasileiros. Muitas gerações à frente o conhecerão e reverenciarão sua memória. O outro terá o mesmo destino dos microorganismos que consumirão a pútrida matéria.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mais um capítulo amazônico

Durante a sessão de abertura do Encontro anual do Ano Acadêmico Paulo Freire, pelo Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social - ABRAS/UFF, será instalado o Capítulo Amazônia, integrado por

Hora do pega pra...

Por mais que o Presidente e o Relator da CPI da covid-19 desejem e mesmo tentem, difícil será manter a tranquilidade, quando sabemos que a marca de 500 mil cadáveres se aproxima. Nem todos têm consciê

Pensamento não morre

Há vinte e quatro anos, em outro 02 de maio, deixava-nos Paulo Freire. Doze anos depois, foi embora Augusto Boal. O pensamento e a ação de ambos, dignificantes e justificativas da nem sempre provada s