O Brasil de ontem?!

Nacionalismo ou morte! Era o lema da Associação Social Nacionalista, exatamente há cem anos. A entidade justificava a expulsão de pescadores portugueses que moravam no Brasil, ao mesmo tempo em que o governo entregava 400 hectares de terras de Mato Grosso aos norte-americanos. A denúncia de João do Rio (o jornalista, teatrólogo, tradutor, cronista e romancista João Paulo Emílio (ou Alberto?) Cristóvão dos Santos Barreto Coelho, Paulo Barreto) consta do livro de R. Magalhães Jr., A vida vertiginosa de João do Rio, p.374. (Editora Civilização Brasileira, 1978).

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Cara energia

A esperada inflação combatida pelos que só veem a Economia pelos números ganhou presente antecipado de Papai Noel. A energia, tão escassa quando se trata de beneficiar a maioria, para ela custará R$ 6

O tom de Kalil

Alexandre Kalil, prefeito reeleito de Belo Horizonte, foi entrevistado no Roda Viva da Tv-Cultura, ontem. No bom estilo dos cartolas do futebol, o pessedista mineiro apontou sua metralhadora verbal em

Ressaca eleitoral

O pós-eleição põe a mente dos observadores a ferver. Tanto os que viram confirmadas suas nem sempre fundadas previsões, quanto os profetas dos fatos consumados. A grande maioria, apostando em que a má

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.