Nudez


A nudez do capitalismo, desculpem-me os entendidos, não é de hoje. Nem sua extraordinária capacidade de reinventar-se. Inclusive na cédula de identidade. Hoje se apresenta como liberalismo. Keynesianismo para os que leem mais que o caixa, o diário e o razão. Basta ouvir o eloquente silêncio sobre a desigualdade, só sinceramente atacada se pesada tributação da riqueza e das grandes fortunas for rapidamente adotada. Os economistas que entendem de Economia e a veem fora de gráficos, quadros e tabelas sabem disso.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

95 anos de Thiago de Mello

O editor participa das homenagens ao poeta da claridade, que mais canta, quanto mais escuro está. O poema-homenagem pode ser lido nestas páginas (Nauta, vídeos) ou em videocultura.manaus.am.gov.br Nes

Paiol de beleza

Passa a integrar a tripulação desta nau, para enriquecê-la, o poeta Zé Maria Pinto. Bem-vindo, o autor de Fragmentos de silêncio, A história como metáfora e outros ensaios de amor e Teatro e resistênc

Nova colaboradora

Nicole Bomfim Seráfico de Assis Carvalho é uma jovem estudante, apreciadora da natureza e das imagens que ela oferece. Por isso, decidiu oferecer oi registro fotográfico do que seus olhos veem. Dela é

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.