No fio do gume

O Presidente Jair Bolsonaro talvez enfrente uma das mais constrangedoras situações, nos próximos dias. Proclamando-se contrário à ampliação do Fundo Eleitoral, veria chegada a hora de revelar autêntico interesse em manter a palavra. Não é isso o que se depreende de sua dúvida sobre se sancionará ou vetará o que lhe parecera imoral. Se, de um lado, a dúvida significa levar em conta as variáveis políticas, de outro, expõe a autenticidade de suas palavras. Sancionando a lei, integralmente, ele se desmoraliza. Vetando-a, corre o risco de perder importante apoio no Congresso.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Confusão tola

As novas tecnologias da informação que na percepção de Marshall Mac-Luhan transformaram o mundo em uma aldeia global, nem sempre têm sido vistas com a seriedade necessária. Talvez aí esteja uma das ra

Policialesco

Quem ainda tenha dúvida sobre a transformação do Estado democrático de Direito em um Estado policial, leia com atenção noticiário sobre as irregularidades atribuídas ao ex-reitor da UFSC, professor Lu

Justa reverência

Denominar o prédio em que se instalou a Faculdade de Artes da UFAM de Maestro Nivaldo Santiago era o mínimo que o velho professor merecia. Fez-se justiça a ele, cujos serviços profissionais engrandece