Negócio promissor

A Amazônia, o Cerrado e o Pantanal, além de outros locais, ardem em chamas. A vegetação desses lugares está sob a ameaça de desaparecer. Com ela, parte da fauna. Inventam-se mentiras,localizando inclusive espécies animais inexistentes em locais onde sua sobrevivência seria comprometida. A pandemia chega à casa das 130 mil mortes e há quem diga que as perdas são de somenos. A inflação bate à porta, enquanto se buscam pretextos que nada explicam, antes reforçam as teses dos críticos. Assim, diante de realidade tão deslustradora, os responsáveis tentam impedir que a luz do sol exponha suas culpas. Nenhum negócio parece mais promissor que a fabricação de peneiras.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h

Reprise

Até que enfim, o mensalão petista entrou em cartaz. Trazido em reprise, com sede no Ministério da Saúde e sua logística, já tem divulgados até o nome dos beneficiários. Ricardo Barros, mencionado pelo

Pobres e ricos

Quem ainda tenha dúvidas sobre a insensibilidade das elites brasileiras, tente encontrar as declarações do dono das Lojas Riachuelo. Flávio Rocha, expoente do Partido chamado Republicanos, joga-se ago