Números da covid-19 no amazonas

Boletim da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas - FVS traz informações que merecem a reflexão de todos, profissionais envolvidos no combate à pandemia e a população em geral. Com o nº 126 e datado de 05 de julho, o documento desenha quadro menos aterrador do que ainda se vê em outras regiões do País. E indica necessidade cada vez maior de serem tomados os cuidados e as precauções recomendados pelas autoridades da Saúde, sobre as quais cai a maior parte das responsabilidades de superação da crise.

Foram notificados, no período, cerca de 242 mil casos, mais de 35% em Manaus, onde os óbitos já somavam 3.200. No interior haviam morrido 1.200 pessoas. A quarentena e a recuperação pouparam mais de 88 mil vidas. Quase 1.000 novos casos foram confirmados pelos dois tipos de teste: 154 pelo RT-PCR e 827 pelos teste rápido. Na capital, dia 05 morreram 18 pessoas; em tratamento estavam 12.731. estavam internados, até a quarta feira, 220 infectados e 65 suspeitos. Em leitos clínicos, 141; os restantes 79 em UTI. Dos casos suspeitos, 42 ocupam leitos clínicos em hospitais (16 na rede privada, 26 na rede pública) e 23 em UTIs. A taxa de ocupação das unidades de tratamento inrtensivo é de 48%. É certo que a situação é menos angustiante, mas isso não autoriza descuidar o uso de máscaras, em qualquer ambiente, aglomerar-se ou deixar de seguir a orientação dos que entendem de saúde. Ingerir medicamentos receitados ou divulgados por leigos, muito menos.

Ainda não se sabe o suficiente para negligenciar os cuidados e tratamento com base científica. A certeza que se tem até agora diz respeito à letalidade do vírus e às medidas preventivas que podem impedir sua mais rápida propagação: O ISOLAMENTO + O DISTANCIAMENTO SOCIAL + O USO DE MÁSCARAS + A HIGIENE DAS MÃOS. Nunca é demais repetir!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sobrecarga de trabalho

Imagino a sobrecarga de trabalho a que serão submetidos os servidores do Ministério das Relações Exteriores. Mais avancem as investigações da CPI da covid-19, mais será necessário reter passaportes. N

Confusão tola

As novas tecnologias da informação que na percepção de Marshall Mac-Luhan transformaram o mundo em uma aldeia global, nem sempre têm sido vistas com a seriedade necessária. Talvez aí esteja uma das ra

Policialesco

Quem ainda tenha dúvida sobre a transformação do Estado democrático de Direito em um Estado policial, leia com atenção noticiário sobre as irregularidades atribuídas ao ex-reitor da UFSC, professor Lu