Números


Quarenta é daqueles números que chamamos cabalísticos. Se estão na Cabala ou não, isso interessa pouco, diante da superstição produtiva que acompanha a trajetória da sociedade humana. Foram 40 os anos em que Moisés percorreu o deserto; também o número de dias em que Jesus meditou e jejuou no Monte das Oliveiras. Noé teria levado igual tempo, até que o dilúvio acabasse. Quanto durava o tempo de recuperação da mulher, após a maternidade. Sete é o número dos pecados capitais. E também dos dias da semana e a preferência dos mentirosos, além do fôlego dos gatos. Acrescenta-se agora outra cifra ao rol que a criatividade humana inventou. Só que o número atual nada tem de inventado, porque corresponde à realidade, mais trágica ela seja. Oitenta e nove é a quantidade de reais com que parte majoritária das famílias do Amazonas cadastradas no Ministério da Cidadania sobrevive. É também, multiplicado por mil, quanto foi parar na conta-corrente bancária de Michelle Bolsonaro.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.