Mercado e preço

Noticia divulgada ontem informa sobre suposta venda de sentenças, por magistrados amazonenses. Quase diariamente, sabe-se de mães acusadas de prostituir as próprias filhas. Dos primeiros fatos, sabemos ocorrerem Brasil afora (e adentro também). Dos outros, há lamentável e pouco diferente frequência. Que alguém pouco simpático às regras do mercado se revolte, é compreensível. Afinal, por definição, o mercado é o lugar onde oferta e procura se encontram, para fixar o preço. Se o mercado é o templo onde a religião põe o deus dinheiro em adoração, como defendê-lo e condenar a venda - de sentenças ou lá o que seja?


2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Sem mato e sem cachorro

Cassar sempre será mais fácil que caçar. Nesta, precisa-se ter cachorro (à falta dele, gato serve). Na outra, o verbo substitui com vantagem o substantivo: matar é diferente de manter a mata. O cão ne

Triste destino

Se não podes contra o poderoso alia-te a ele. Esse o roteiro seguido pelo ex-senhor da Lava Jato, desmoronado muito antes do que imaginaria a mais criativa mente. Não dando certo a fundação urdida com

Pandemia e endemia

Faz poucos dias, adverti para os resultados então incertos do segundo turno. Considerava àquela altura sem fundamento o triunfalismo de qualquer das forças em disputa. Também buscava conter a tendênci

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.