Mentira esquecida

Preparo-me para lançar Sete mentiras capitais. No livro, não está mencionada uma das maiores mentiras, que o noticiário de hoje suscita. A quebra da estabilidade do servidor público seria desnecessária, cumprida a legislação vigente. O período probatório, se levado a sério pelos gestores públicos, evitaria a vitaliciedade dos incompetentes, improdutivos e corruptos existentes no serviço público. Não devemos esquecer, porém, que esses também fazem carreira nas empresas. Ou a Lava Jato não tem revelado isso?

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Rubicão de cada um

Difíceis, muito difíceis – e tenebrosos, os dias que temos vivido. Digo da morte imposta a toda uma população, aqui como em outros lugares do Mundo. A rejeição da Ciência, a agressão aos direitos fund

Fora!

A floresta e Florestan

Nascido em 20 de julho, o sociólogo Florestan Fernandes ensejou a oficialização da dada como o Dia Nacional do Sociólogo. Ele, que todo dia emprestou a riqueza de seu pensamento às melhores causas, f