Mais prêmio

Inegáveis as dificuldades enfrentadas pelas empresas, aqui e no exterior. O risco, dizem os que entendem de Economia, é próprio do capitalismo. Assim como o lucro, as águas, porém, parecem só correr para esses rios. Palavra um dia malsinada, moratória é o que a FIESP pede, para as dívidas acumuladas pelas empresas. Por 90 dias, o suficiente para gerar lucros que, como se sabe, no Brasil viajam a alturas interplanetárias. Redução de tarifas de energia et al também é reivindicada. Que se danem os cofres públicos. Enquanto houver servidor para demitir e ter os vencimentos reduzidos, dane-se o resto!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sem zona

Proposta do Prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues (PSOL) assegurou renda básica de R$ 450,00 aos vulneráveis, durante a pandemia. A decisão teria sido unânime, se uma das vereadoras não tivesse tido p

Trágica parceria

Tinha assento no falecido CDES-Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, quando a proposta de criar parcerias público-privadas estava sob os holofotes. Boa coisa, pre

Comparação

Aos fissurados por números, talvez valha comparar. Cuba, com pouco mais de 11 milhões de habitantes, registra menos de 20 mil casos (0,19% da população) de covid-19, dos quais morreram 180 (0,9% dos

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.