top of page

Más lembranças

Há palavras capazes de suscitar nos que as ouvem sentimentos nem sempre agradáveis. Uma destas é LEGADO. Dele, dizia-se, seriam beneficiados todos os amazonenses, quando passasse a Copa do Mundo de 2016. A chamada Arena da Amazônia, por seu nome tristemente memorizada no partido que sustentou a ditadura, hoje é palco de feiras e festas, raramente à festa que o futebol pode oferecer. A que custo é algo a investigar. Já começam a ser anunciadas como LEGADO as mini-usinas de oxigênio resultantes da desídia dos que administram a saúde, no Estado e Brasil adentro. Do preço desse LEGADO, muitíssimo maior que o do outro porque medido em vidas perdidas, não se fala. Para conforto dos vivos, não dos que foram mandados às sepulturas.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Desconstrutor

O vereador Sassá da Construção Civil (PT-AM) é favorável ao injustificado recuo de Lula, no quiproquó com Netanyahu. O que bastou para o advogado Marcelo Amil protestar, cheio de razão, em seu blog ww

Rusgas à vista

Se procedem, as informações sobre a pretensa blindagem do Exército pelo quase ex-tenente-coronel Mauro Cid, pode-se antecipar dificuldades no relacionamento entre a Marinha e as forças de terra. Segun

Stand up às avessas

O pralamentar Marcos Val tem irresistível e mal aproveitada vocação para o stand up. Ele não consegue fazer mais que desatar gargalhadas naqueles que ouvem suas - como direi? - narrativas. Ou, para se

Comments


bottom of page