Lições e atualizações da História

Aprendi algo nas aulas de História Geral, disciplina cursada em quase todo o curso a que chamávamos secundário. Muito do que me disseram os professores da disciplina, consegui reter na memória. Ainda bem! Alguns episódios e protagonistas sempre me acompanharam, pelas lições - boas ou más - aprendidas. Também não me escaparam observações dos observadores da época, um dos quais dizia estar o destino das pessoas, muitas vezes, contido no nome delas. Dos protagonistas, um me causou enorme impacto. Imaginava-o tocando lira, enquanto a cidade ardia. Refestelava-se e alimentava-se sôfrega e prazerosamente, enquanto o populacho tratava de manter-se vivo. Atendia pelo nome Nero, e viveu dos anos 37 a 68 de nossa época. Destes tempos que se diz depois de Cristo, mesmo os que ignoram seu divisor. Essa paisagem de horror a que assistimos, os biomas postos sob fogo, o prazer em desafiar a Ciência e levar à morte centenas de milhares de animais, numerosos humanos dentre eles, faz-me lembrar de Nero Cláudio César Augusto Germânico. Quando me apercebo do quanto o dinheiro representa como esterco da sociedade (um antigo, Basílio, bispo da Antióquia o disse) e pode misturar-se ou justificar o fogo e a morte, sinto o valoir do aprendizado. A realidade atual parece-me nítida.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

E la nave...va

Aproximo-me dos oitenta e não cessa o permanente e intenso aprendizado a que me entrego, minuto após minuto, segundo após segundo, exercício como tudo o que é humano, contraditório. As lições aprendid

O deficit verdadeiro

Crer, seja no que for, parece necessidade imperiosa. As pessoas defrontam-se ao longo da vida com tantos desafios, que não têm como fugir. Movidas ora pelo desejo de compreender o mundo à sua volta; o

Sem desmentido

Recorro mais uma vez à sabedoria popular: dize-me com quem andas, dir-te-ei quem és. Isso não autoriza romper laços com pessoas de quem discordamos, seja qual for o móvel da discordância. Virtude maio