Lazer, prazer e otários

Não é o envolvido diretamente na falcatrua o que mais interessa, mas os que a aprovam. E, o que é pior, encontram pretexto para apoia-los, o fato e seu autor. O ainda senador Flávio Bolsonaro tentou a indenização de uma agradável viagem de lazer à ilha de Fernando de Noronha. Descoberta a patranha, pôs a culpa em seus assessores. Nada novo sob o sol. O que espanta é a conduta de seus fanáticos apoiadores, cujo prazer está no gozo das férias do outro. Mesmo se pagas com o dinheiro que a eles também pertence. Não houvesse tanto otário, o que seria dos espertos?

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Médicos paulistas se manifestam

Firmada por todos os ex-Presidentes vivos da entidade, Carta ao Público de profissionais inscritos no Conselho Regional de médicos de São Paulo - CREMESP, reivindica a pronta e vigorosa manifestação d

Retrato 26

Às 15:52 desta quinta-feira, encontro no sítio cidadeverde.com notícia inquietadora. Trinta pacientes amazonenses serão transferidos em voo da FAB para Teresina. Embora a manchete diga que as autorida

Inspiração

Por texto de Demétrio Magnoli – nem sempre bem inspirado – descobre-se a fonte da política regressiva em vigor no Brasil. Se a ameaça de não admitir outro resultado eleitoral que o desaprove, e o anún

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.