Jornada permanente

A socióloga Marilene Corrêa disse o que precisava ser dito, com relação ao teletrabalho para mulheres. Veterana na luta pelos direitos das mulheres, a professora da UFAM acentua as desvantagens de acumular o trabalho doméstico a que estão obrigadas como donas de casa, com os decorrentes da nova condição. Em síntese e segundo o que percebo: as mulheres, se adotarem esse novo tipo de exploração de suas potencialidades e conhecimentos, consagrarão a jornada permanente de trabalho. E vão pras cucuias os direitos duramente conquistados. Mais um passo em direção ao século XVIII.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O préstimo do imprestável

É falso dizer que nada se pode aprender com o (des)governo atual. As tragédias também ensinam. Assistimos ao troca-troca de que seis virarão meia-dúzia e chegamos a essa constatação: cuidado deve ser

Ministério-Lázaro

Levanta-te e anda! É como descrevem os livros sagrados a volta do irmão de Madalena, ao mundo dos vivos. Os vivos (e espertos) de hoje ressuscitam órgãos antes amaldiçoados. E tratam de provê-lo e faz

Baralho

As cartas estão na mesa. Foram conferidas e embaralhadas. Chegada a hora da partilha, a distribuição dentre os jogadores sem o que não há jogo, dá-se por falta de um jogador. Dependendo da modalidade