Ivan Lins

O inspirado e celebrado compositor de Madalena vem à lembrança. Agora não caem os reis, mas os super-heróis e vingadores de toda espécie. O japonês da Federal, que até música de carnaval inspirou, desde o início da década tem contas com a justiça. Agora, finalmente, foi preso e perdeu o cargo. Deltan Dalagnoll, escondido em púlpito pastoral, tem os costados rentes às barras judiciárias. Sérgio Moro, como o orientando Procurador, revela-se um traidor da pátria... à moda de tantos. Apenas começa-se a saber da forma estranha de amar a Pátria. Outros dificilmente conterão o afã investigador

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Confusão tola

As novas tecnologias da informação que na percepção de Marshall Mac-Luhan transformaram o mundo em uma aldeia global, nem sempre têm sido vistas com a seriedade necessária. Talvez aí esteja uma das ra

Policialesco

Quem ainda tenha dúvida sobre a transformação do Estado democrático de Direito em um Estado policial, leia com atenção noticiário sobre as irregularidades atribuídas ao ex-reitor da UFSC, professor Lu

Justa reverência

Denominar o prédio em que se instalou a Faculdade de Artes da UFAM de Maestro Nivaldo Santiago era o mínimo que o velho professor merecia. Fez-se justiça a ele, cujos serviços profissionais engrandece