Irregularidade premiada

Sucessivos perdões de dívidas tributárias já deviam ter aberto os olhos da população. O que deveria constituir exceção, ainda assim beneficiárias apenas dos que vivem na pobreza, tornou-se regra. De tempos em tempos, premiam-se os faltosos, especialmente os que mais têm e não pagam porque sabem das vantagens que o perdão lhes trará.

Discute-se, agora, a regularização fundiária. Só no Amazonas, a área rural na iminência de ser regularizada é maior que a da capital, Manaus. Estímulo à grilagem e prêmio a contumazes invasores e infratores, a MP 910 é um tapa na cara dos que continuarão à espera de estímulo para produzir. Desejada e indispensável, não pode a regularização perpetrar mais essa agressão - ao bom senso e ao sentimento de cidadania.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Recital Literário

O editor participará do recital literário promovido pela Editora Scortecci, na próxima quinta-feira, 11, quando serão lidos pelos autores textos em prosa e poesia. José Seráfico apresentará o poema Um

Lucidez ou esperteza

Nossa capacidade de apreensão da realidade estaria comprometida, admitíssemos como insana a conduta do Presidente da República, em relação à pandemia – e tudo o mais. Parece-me demasiado leniente atri

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.