Infeliz companhia

O Brasil, que um dia mereceu o respeito da comunidade internacional, foi comparado com três das mais conhecidas ditaduras do mundo: Turcomenistão, Nicarágua e Belarus. Texto do jornalista Rafael Capanema, na Folha de São Paulo, traz a (má) notícia. Que só comete um equívoco: imaginar que isso levará o Presidente Jair Bolsonaro a refletir. Ingenuidade ou pilhéria? Ou apenas ironia?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Baralho

As cartas estão na mesa. Foram conferidas e embaralhadas. Chegada a hora da partilha, a distribuição dentre os jogadores sem o que não há jogo, dá-se por falta de um jogador. Dependendo da modalidade

Tambor cheio

Fabrício Queiroz (aquele melhor amigo encontrado em Atibaia) avisou: minha metralhadora está cheia. Mais claro o amigo número 1 não poderia ser, quanto às intenções. Dúvidas restam apenas quanto à ord

Repondo a verdade

A necessidade de uma reforma administrativa parece-me indiscutível, mas por motivos e com finalidades absolutamente contrários aos que vêm propalando governo, congressistas e patrões. Com o coro engro