Frágeis fundamentos

A Polônia, sabemos todos, é um país majoritariamente católico. De lá saiu um líder religioso de alguma forma engajado no desmonte do estado de bem-estar social implantado em algumas nações e no processo que impediu outras de reduzir as desigualdades. João Paulo II, por seu conservadorismo, teve papel destacado na construção do Mundo em que hoje vivemos. Nesta segunda-feira, milhares de polonesas foram às ruas. Lutam pelo reconhecimento do direito de serem submetidas ao aborto. Não é que lá a interrupção da gravidez seja totalmente proibida, mas dependente de apenas duas causas. Logo, a resistência ao aborto não decorre de convicções religiosas, mas de desrespeito ao direito dos vivos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quadradismo

A Terra é redonda, embora Osmar seja quadradíssimo. Pelo menos, no pensamento(?) e na conduta. Seus seguidores e companheiros de ideais, de que Paulo Zanotto é talvez o exemplo emblemático, devem ador

Motociata e negócio

Passeio de motocicletas com placas encobertas podem ser mais que motociatas. A mais recente, porque considerá-la a última é tolice, custou R$ 1,2 milhão aos contribuintes. O nome da aglomeração motori

Frases 129

A mentalidade anarquista do Presidente age para destruir e desmoralizar as instituições. Dita pelo General Luís Carlos Santos Cruz, ex-Secretário de Governo da Presidência da República. Integrante do