Fez água


A transposição do Rio São Francisco, iniciada no segundo governo de Lula, teve trecho inaugurado pelo Presidente Jair Bolsonaro, em julho. Embora o então deputado federal nada tivesse contribuído para o projeto, colheu o benefício político da inauguração. O mais importante deles, iniciar processo de conquista de eleitores até então fiéis ao nordestino Luís Inácio Lula da Silva. Ontem, 2000 famílias residentes às proximidades da barragem do Jati foram removidas da área. A barragem cedeu e pôs em risco a vida dos moradores. Feita para levar o líquido à zona árida do Nordeste, a transposição foi longe demais, fez água.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h

Reprise

Até que enfim, o mensalão petista entrou em cartaz. Trazido em reprise, com sede no Ministério da Saúde e sua logística, já tem divulgados até o nome dos beneficiários. Ricardo Barros, mencionado pelo

Pobres e ricos

Quem ainda tenha dúvidas sobre a insensibilidade das elites brasileiras, tente encontrar as declarações do dono das Lojas Riachuelo. Flávio Rocha, expoente do Partido chamado Republicanos, joga-se ago