Festejo e reivindicação

Há menos a festejar, no dia comercial da mulher, que a reivindicar. Em país no qual é preciso criar leis de defesa da mulher contra a violência, fica fácil entender as razões disso; da criação de lei Maria da Penha, por exemplo: o respeito à mulher, que nem todas as pessoas admitem, exige leis que as façam respeitar à força.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quadradismo

A Terra é redonda, embora Osmar seja quadradíssimo. Pelo menos, no pensamento(?) e na conduta. Seus seguidores e companheiros de ideais, de que Paulo Zanotto é talvez o exemplo emblemático, devem ador

Motociata e negócio

Passeio de motocicletas com placas encobertas podem ser mais que motociatas. A mais recente, porque considerá-la a última é tolice, custou R$ 1,2 milhão aos contribuintes. O nome da aglomeração motori

Frases 129

A mentalidade anarquista do Presidente age para destruir e desmoralizar as instituições. Dita pelo General Luís Carlos Santos Cruz, ex-Secretário de Governo da Presidência da República. Integrante do