Fazendo justiça

Justiça se faça: tudo quanto o Presidente Jair Bolsonaro disse que faria, ele vem tentando fazer. Não se justificam, portanto, fingidas reações cada dia mais frequentes, dos que ontem o endeusavam e o tornaram a maior autoridade do País. Concorde-se ou não, a cabeça do Presidente é a mesma da campanha eleitoral. Nas raras vezes em que ele admitiu falar sobre os problemas que enfrentaria, era impossível esperar coisa diferente do que tem feito. Numa delas, chamou de Posto Ypiranga o sinistro Paulo Guedes. Por que, agora, as lideranças, que de tolas nada têm, ficam a reclamar do que fora anunciado?

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Saída difícil

Imagine-se um carro Ford-T trafegando nas ruas das grandes cidades. Por mais agradável que fosse conhecer aquele símbolo do mundo industrial emergindo, ninguém negaria o anacronismo da paisagem. Pois

Quem quiser, que o compre

Assisti à sessão híbrida em que a Câmara dos Deputados confirmou a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal, determinando a prisão do deputado Daniel Silveira. O relatório lido pela autora, deputa

O povo contra a democracia - conclusão

É na última Parte (de número 3, Remédios) que o livro apresenta suas recomendações ou, no mínimo, suas cogitações voltadas para a superação da crise: a domesticação do nacionalismo, o conserto da econ

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.