Fazendo justiça

Justiça se faça: tudo quanto o Presidente Jair Bolsonaro disse que faria, ele vem tentando fazer. Não se justificam, portanto, fingidas reações cada dia mais frequentes, dos que ontem o endeusavam e o tornaram a maior autoridade do País. Concorde-se ou não, a cabeça do Presidente é a mesma da campanha eleitoral. Nas raras vezes em que ele admitiu falar sobre os problemas que enfrentaria, era impossível esperar coisa diferente do que tem feito. Numa delas, chamou de Posto Ypiranga o sinistro Paulo Guedes. Por que, agora, as lideranças, que de tolas nada têm, ficam a reclamar do que fora anunciado?

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Chama-se Anderson Silva da Costa o escritor amazonense premiado no concurso Máquina de Contos, 2ª edição, de 2022. Seu texto A noite de Ernesto está entre os três premiados em dinheiro (R$ 2.000,00),