Farol na popa

Engana-se quem pensa encontrar neste texto algum comentário sobre livro da autoria do avô do atual Presidente do Banco Central. Refiro-me ao primeiro Roberto Campos, de quem se conhece o Lanterna na Popa (Topbooks, 1994). Trato, aqui, da percepção de dois pretensos candidatos ao governo do Estado do Amazonas, entretidos em ostensiva campanha eleitoral. Talvez porque não tenham qualquer ideia a respeito da realidade amazonense, preferem usar o retrovisor, para persuadir os eleitores das virtudes que pensam deter. Em suma: Wilson Lima e David Almeida não apresentam um projeto, mas pretendem apagar o passado e, depois, fazê-lo diferente. Basta lembrar a sinuca de bico por eles mesmo construída, ao lembrar que dois de seus antecessores, Amazonino Mendes e Eduardo Braga teriam tirado recursos da capital, transferindo-os para municípios do interior. Nem se apercebem do dilema por eles mesmos tecidos. Ou, se estão advertidos disso, certamente apostam na sua capacidade de mais uma vez engabelar o eleitorado.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Foi preciso viver oitenta anos, para ouvir de alguém a defesa firme dos meios, relativamente aos fins. Não que se possa esperar diferente, quando quem o disse rende homenagem à tortura e considera

O brasileiro comum mal se reconhece nele mesmo. Por muito tempo iludido quanto à imagem de cordialidade e disposição para o entendimento, bastaram-lhe menos de quatro anos para ver-se de modo diferent

Todo ano, a mesma coisa. Todos sabem da subida das águas e dos sofrimentos impostos aos habitantes da maioria das cidades amazônicas. As cenas emitidas pelas redes de televisão ganham o Mundo e estarr