top of page

Encontro simbólico - e produtivo

Afora o malestar que deve ter causado ao ex-Presidente fujão, o encontro do Tripresidente Lula com seu colega norte-americano faz crescerem as esperanças nascidas em 01 de janeiro deste ano. A começar pelo tempo que Joe Biden dedicou à conversa com Lula, cerca de uma hora, até a pauta dos assuntos tratados, tudo anuncia uma nova forma de aproximação entre os dois governos. Sem subserviência ou alinhamento automático, mas relações atentas às mais graves ameaças que pesam sobre o Planeta, não apenas a cada uma das nações e Estados reunidos dia 10 no salão oval da Casa Branca. Destaco, em primeiro lugar, os itens referentes à defesa intransigente da democracia mundo afora e às ameaças do aquecimento global. No primeiro caso, algo muito diferente do passado, remoto e recente. Para derrubar João Goulart em 1964, os patriotas à brasileira seguiram a ferro e fogo os conselhos do coronel Vernon Walter e do embaixador Lincoln Gordon. Mais recente é a reverência de um Presidente brasileiro ao Pavilhão nacional dos Estados Unidos da América do Norte. Acrescida da imitação grotesca do ataque em Brasília, às sedes dos poderes republicanos, dia 8 de janeiro último. Foi outro o clima do encontro Lula-Biden, do qual também merece destaque a forma como o Presidente brasileiro se conduziu. Mesmo sabendo da disposição do governo do anfitrião de conceder 200 milhões de dólares para o Fundo da Amazônia, Lula reivindicou auxílio mais vultoso e significativo para combater o aquecimento global, onde quer que a ameaça se revele. Isso significa dizer, os países mais pobres. Por isso, penso plausível de que Lula falou não apenas para os norte-americanos e brasileiros, mas para a comunidade internacional. Afinal, chegar ao assento efetivo do Conselho de Segurança da ONU é antigo desejo do Brasil. Sem esquecer que o ex-Presidente fujão já foi denunciado ao Tribunal Penal Internacional. Lula, como se sabe, desfruta de enorme prestígio no exterior.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

留言


bottom of page