Dois Franciscos

A cidade de Assis, onde nasceu o santo seráfico, será sede do encontro A Economia de Francisco, o santo e o Papa. De 26 a 28 de março, cerca de 2.000 economistas e empreendedores com até 35 anos de idade debaterão temas da maior importância, com o objetivo de "construir novos caminhos". É o que pretende a Igreja, ao lembrar não haver razão para tanta miséria no Planeta. Convocada pelo Papa Francisco, a agenda é ampla e se estende desde gestão e dom, trabalho e cuidado, até vida e estilo de vida. Economia e mulher, empresas em transição, passado pela desigualdade social, negócios e paz, energia e pobreza, finança e humanidade, trabalho e cuidado, lucro e vocação, agricultura e justiça, economia solidária e políticas para a felicidade também constam da agenda divulgada.

O líder da Igreja convidou pesos-pesados da ciência econômica para prestarem assessoria ao Encontro. Jeffrey Sachs, Joseph Stiglitz, Amartya Sen, Vandana Shiva, Muhammad Yunus e Kate Raworth estarão na cidade italiana, atendendo ao convite.

A desigualdade social e a devastação ambiental serão destaques nas apresentações e debates.

A proposta do Cardeal Jorge Bergoglio feito chefe do catolicismo é uma economia "que faz viver e não mata, inclui e não exclui, humaniza e não desumaniza, cuida da Criação e não depreda".

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Foi preciso viver oitenta anos, para ouvir de alguém a defesa firme dos meios, relativamente aos fins. Não que se possa esperar diferente, quando quem o disse rende homenagem à tortura e considera

O brasileiro comum mal se reconhece nele mesmo. Por muito tempo iludido quanto à imagem de cordialidade e disposição para o entendimento, bastaram-lhe menos de quatro anos para ver-se de modo diferent

Todo ano, a mesma coisa. Todos sabem da subida das águas e dos sofrimentos impostos aos habitantes da maioria das cidades amazônicas. As cenas emitidas pelas redes de televisão ganham o Mundo e estarr