Do verbo à verba

O Museu da Amazônia, um dos locais mais interessantes dos que se dedicam a estudar e promover o estudo da região, é também atração turística para os visitantes de Manaus. Fechado devido à pandemia, o MUSA permanece em atividades, naquilo que o necessário afastamento social não veda. Mas também aproveita para pensar o futuro. É possível que, passado o pesadelo da covid-19, seja criado um fundo fiduciário constituído por doações, à altura de assegurar o funcionamento regular do Museu e a execução dos importantes projetos em que está envolvido. Sedutora e legítima, a contribuição ao conhecimento da Amazônia certamente atrairá a atenção dos que se dizem defensores deste grande pedaço do território nacional. A passagem do verbo à verba.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

É, no mínimo, desconfortável a situação do deputado Marcelo Ramos. Não faz muito tempo, ele era tido como um dos mais promissores políticos do Amazonas. Ganhou destaque como membro do PC do B, antes

O editor deste blog suspenderá a postagem de poemas de sua autoria em PanPoética Demia, que chegam ao número 100. Assim como pode haver poesia onde menos se suspeita que ela esteja, haverá férias no e