Distância da educação

A necessidade de isolamento colocou na ordem do dia a educação a distância. Quando se generaliza a crítica à má qualidade dos cursos mantidos no País, em especial os da rede pública, prosperam as empresas do setor. Quase sempre, graças ao aporte volumoso de dinheiro público para mantê-las, sob o pretexto de ampliar a oportunidade dos que não podem pagar. Bela mentira! Começam, agora, a aparecer as desvantagens de afastar os discentes dos professores e orientadores. No caso da educação básica, praticamente renunciando às tarefas de socialização das crianças. Vê-se que há mais distância da educação que educação a distância.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h