top of page

Dilema - fujão ou camicase

Só não será feita a comparação, porque a ignorância dos envolvidos não o permite. Imaginar que o Presidente da República, seu entorno e suas mais frequentes relações ouviram falar de William Shakespeare cobrirá da mesma ignorância os que jogam com o absurdo. Encontrar nesse círculo quem saiba algo sobre a peça Hamlet equivaleria a admiti-los avessos à planitude da Terra. Lembrança oportuna ocorre, porém, aos que, mesmo ostentando algum grau de ignorância, pelo menos ouviram falar do dramaturgo britânico. Além disso, terão assistido à entrevista do ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva. Dentre eles, os que terão rezado para todos os santos e deuses e - por que não? - a todos os demônios que os habitam, com a intenção de ver fraco o desempenho de Lula. Os outros, apoiadores do ex-Presidente em vias de subir mais uma vez a rampa do Planalto. Estes, pelo menos, estarão livres da dúvida. Aos desafetos, porém, restará curtir dúvida atroz, com a agravante de que o fato que a gerará - o debate dos candidatos em redes de televisão - pode ser a pá de cal derramada sobre uma candidatura quase finada. Ir ou não ao debate é a grande dúvida. Só não é mais grave que a consequência de qualquer decisão. Se o candidato à reeleição que ele um dia condenou e prometeu extinguir não for, até a injusta fama de corajoso mantida em seus curraizinhos e chiqueirinhos será desfeita. Antes, até a rendição vergonhosa e a entrega de uma arma de fogo a dois assaltantes não abalou a fé cega dos fanáticos. Se ele comparecer ao debate, o mínimo a esperar é sua completa desmoralização diante de candidatos incomparavelmente superiores. Tartamudo quando diante de jornalistas, seus seguidores avaliam - se lhes resta um só neurônio - estrago talvez até maior do que a manifestação de sua covarde fuga. É o dilema entre mostrar-se fujão ou camicase.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

França e franceses

Mais uma vez vem da França o anúncio de novos avanços na História. Esta quinta-feira marca momento importante daquela sociedade, há mais de dois séculos sacudida pelo lema liberté, fraternité, egalité

Uso indevido

Muito do que se conhece dos povos mais antigos é devido à tradição oral e a outras formas de registro da realidade de então. Avulta nesse acúmulo e transmissão de conhecimentos a obra de escritores, f

Terei razão - ou não

Imagino-me general reformado, cuja atividade principal é ler os jornalões, quando não estou frente à televisão, clicando nervosamente o teclado do controle remoto. Entre uma espiada mais demorada e ou

Comments


bottom of page