De bico

Imagino-me (sim, um pouco de absurdo é necessário) na pele dos fanáticos ofensores da China, seu governo e seu povo. De muitos deles tenho acompanhado a ansiedade por logo serem vacinados, além de outros, que o conseguiram mesmo sem integrar a lista das prioridades. Dever a vida ao inimigo, no mínimo, fará deles reféns ou mal-agradecidos. Uma sinuca de bico. Pior, sem poderem decretar silêncio centenário à notícia de sua própria imunização.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Relógio e tempo

Hoje, novo poema é postado em PanPoética Demia. Desta vez, ilustrado. Passe por lá, de preferência vacinado e/ou seguindo todas as recomendações da Ciência e dos que a produzem ou respeitam.

Administração e pensamento

Grupo regional de professores e estudiosos da Administração reúne-se virtualmente na tarde da quinta-feira, 04, para elaborar atividades que constarão da reunião anual do ABRAS - Programa de Estudos d

Luzes no caminho

É de um geólogo orientado por estrelas como as que conduziram Melchior, Baltazar e Gaspar, o texto que se lê, buscando o link abaixo. Daniel Nava se chama o profissional, sendo nosso dever evitar seja

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.