Contraproducente

Quem deseje ler e busca sugestões na internet, por favor, fuja o mais rápido que puder de um vídeo chamado Lendo Junto. Só assim escapará ao palavrório e ao apedrejamento de uma comentarista que pretexta fazer a resenha do livro O Pêndulo de Foucault, de Umberto Eco. Gabriela Pedrão, este o nome da palavrosa inimiga do estilo e da literatura. Nada além disso se pode concluir, das palavras que ela diz por 14 minutos e 6 segundos, em relação à obra. Uma delas: muitos trechos podem ser ignorados, porque se trata apenas de informações sem importância, apenas para lustrar o estilo do autor. É preciso mais? Ainda bem que o título emprestado ao seu blá-blá-blá é justo: É o último, juro!

Ainda bem.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h