Contraproducente

Quem deseje ler e busca sugestões na internet, por favor, fuja o mais rápido que puder de um vídeo chamado Lendo Junto. Só assim escapará ao palavrório e ao apedrejamento de uma comentarista que pretexta fazer a resenha do livro O Pêndulo de Foucault, de Umberto Eco. Gabriela Pedrão, este o nome da palavrosa inimiga do estilo e da literatura. Nada além disso se pode concluir, das palavras que ela diz por 14 minutos e 6 segundos, em relação à obra. Uma delas: muitos trechos podem ser ignorados, porque se trata apenas de informações sem importância, apenas para lustrar o estilo do autor. É preciso mais? Ainda bem que o título emprestado ao seu blá-blá-blá é justo: É o último, juro!

Ainda bem.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mais um capítulo amazônico

Durante a sessão de abertura do Encontro anual do Ano Acadêmico Paulo Freire, pelo Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social - ABRAS/UFF, será instalado o Capítulo Amazônia, integrado por

Hora do pega pra...

Por mais que o Presidente e o Relator da CPI da covid-19 desejem e mesmo tentem, difícil será manter a tranquilidade, quando sabemos que a marca de 500 mil cadáveres se aproxima. Nem todos têm consciê

Pensamento não morre

Há vinte e quatro anos, em outro 02 de maio, deixava-nos Paulo Freire. Doze anos depois, foi embora Augusto Boal. O pensamento e a ação de ambos, dignificantes e justificativas da nem sempre provada s