Conto sempre contado

Era o século passado, anos 1920. O jornalista Paulo Barreto, que também assinava João do Rio publicava o conto O Homem da cabeça de papelão. Com um subtítulo: velho conto.

Quem deseja conhecer certos costumes e condutas que vêm de lá pode lê-lo, em João do Rio, coleção Nossos Clássicos, editado pela Agir, Rio, 2005). O autor da coletânea é Renato Cordeiro Gomes, que inseriu o conto na páginas 233-239.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O brasileiro comum mal se reconhece nele mesmo. Por muito tempo iludido quanto à imagem de cordialidade e disposição para o entendimento, bastaram-lhe menos de quatro anos para ver-se de modo diferent