Conto sempre contado

Era o século passado, anos 1920. O jornalista Paulo Barreto, que também assinava João do Rio publicava o conto O Homem da cabeça de papelão. Com um subtítulo: velho conto.

Quem deseja conhecer certos costumes e condutas que vêm de lá pode lê-lo, em João do Rio, coleção Nossos Clássicos, editado pela Agir, Rio, 2005). O autor da coletânea é Renato Cordeiro Gomes, que inseriu o conto na páginas 233-239.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A MENTIRA VIRAL E A DECADÊNCIA DA VERDADE

José Alcimar de Oliveira * Afinal, que vem a ser uma bela mentira? A que se torna evidente por si mesma (Oscar Wilde). 01. Data de 1891 um célebre ensaio de Oscar Wilde intitulado A decadência da ment

Silêncio incômodo

Não é que se deva conceder às Forças Armadas a guarda da Constituição. Para os que prezam a democracia, basta que os servidores públicos fardados se submetam aos mandamentos da Lei Maior. Nada além d

Leite e lágrimas

Empenhado na tarefa de desmoralizar o Sistema Único de Saúde, revelar desprezo pela Ciência e não deixar dúvida sobre seu ódio à Humanidade, o Presidente da República visitou Chapecó. Naquela cidade c

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.