Confronto evitável

Do jeito como as coisas se apresentam, a crise sanitária pode ser sucedida por fatos absolutamente nocivos à população. Refiro-me à virtualidade de um confronto que porá de um lado as milícias a serviço de interesses privados e, do outro, as forças armadas brasileiras. Enquanto estas mostram-se dispostas a defender a Constituição a qualquer custo, aquelas promovem o acirramento da crise, nas ruas que deveriam estar desertas para impedir a pandemia de fazer tantas vítimas.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Volver!...

Não nos admiremos se hoje for desmentida a decisão do Presidente da República, quanto ao interesse pela vacina chinesa. Se o desmentido não tiver sido divulgado na noite de ontem. Fazer diferente diss

Novo livro

Nosso tripulante Orlando Sampaio Silva tem novo livro em circulação. O título Episteme e emoção é a mais nova contribuição do professor, antropólogo, advogado e poeta. No Espaço Aberto o visitanntet-l

Quem tem medo...

O episódio envolvendo o vice-líder do governo no Senado inverteu a frase tão conhecida. Antes dizia-se que quem tem...tem medo. Agora, pode-se dizer que quem tem medo suja a cueca...e o que ela carreg

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.