Compreensão e juízo

Compreensível a preocupação com a saúde das empresas. Sem elas, uma das engrenagens, a sociedade paralisa. Há outras esferas, todavia, que também, não podem parar. De nada adianta ao corpo humano que umas funções estejam preservadas, se outras estão inativas. Quem conviveu um dia com pessoas em estado vegetativo sabe do que trato. Ter as empresas e serviços funcionando, neste momento, só pode ser agradável àqueles que preferem a morte à vida. Só não sei se acham isso em relação à vida deles mesmos.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h