Coincidência

Muito sugestivo o resultado de melhor filme, no Óscar do último domingo. Venceu-o um filme de cineasta sul-coreano, chamado Parasita. Escolha quase simultânea à do sinistro da Economia, que assim considera os servidores públicos brasileiros.

3 visualizações0 comentário