Cloroquina e macacos

Testada em macacos infectados com o novo coronavírus, a hidroxicloroquina mostrou efeito antiviral. As provas feitas em modelos de vias aéreas humanas, todavia, não registraram qualquer efeito. O resultado do estudo foi publicado pela acreditada revista científica Nature. As cobaias usadas eram da espécie macacos verdes africanos, cujas células renais sofreram, alteração causada pelo uso da substância. Mesmo associada à azitromicina a droga não mostrou eficiência. O estudo foi feito em parceria pelas Universidades de de Paris e Aix-Marselha, do Instituto Pasteur e do Centro Nacional de Referência de Vírus e Infecções Respiratórias da França. Não se sabe se em outros macacos o uso da hidroxicloroquina faz efeito.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Então, tá!

O Prefeito de Manaus pensa que todos os demais são burros. Ou absolutamente imbecilizados. Nem sabe a diferença entre esperteza e inteligência (que, demasiada engole o dono, como dizia Tancredo Neves

Não é alpiste

Torcendo pela saúde restabelecida do ridículo Luciano Hang, mais a fazer é esperar dele comportamento adequado à sociedade dos homens. Seu aspecto de periquito, motivo para boas risadas, não o autoriz

Prefixo

Prefeito de Manaus, David Almeida apresentou suas verdadeiras credenciais, antes mesmo de seus glúteos esquentarem o assento em que os eleitores o puseram. Se a falta de oxigênio mata pessoas infectad

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.