Cidadania precificada

Vejo com suspeita a defesa do voto facultativo, insinuado por ninguém menos que o Presidente do Superior Tribunal Eleitoral. Em entrevista de autoelogio do Ministro Luís Roberto Barroso percebi certo tiro de largada de corrida que pode nos entregar definitiva e legalmente aos investidores eleitorais. A leniência com que são tratados os financiadores privados de campanhas eleitorais parece não bastar. É preciso, portanto, deixar que tudo se resolva no balcão. A cidadania vendida a preço módico. Já é assim, poderá ficar pior...

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Amazônia sendo devastada, o Presidente vendendo gato por lebre no exterior e o vice-Presidente, investido das funções de xerife da Amazônia, só agora soube da devastação. Do círculo de ferro das fak

Segue em marcha batida o processo que tentará impedir a participação do Presidente e excluir o até agora imbatível ex-Presidente Lula das eleições de 2022. Os media já noticiam o interesse do centrão

Sinto envelhecer, quando: o casamento, no passado formador de famílias, passou a ser um organizador de quadrilhas; o desvio de dinheiro púbico era chamado desfalque, não comissionamento; o patriota e