top of page

Cidadania precificada

Vejo com suspeita a defesa do voto facultativo, insinuado por ninguém menos que o Presidente do Superior Tribunal Eleitoral. Em entrevista de autoelogio do Ministro Luís Roberto Barroso percebi certo tiro de largada de corrida que pode nos entregar definitiva e legalmente aos investidores eleitorais. A leniência com que são tratados os financiadores privados de campanhas eleitorais parece não bastar. É preciso, portanto, deixar que tudo se resolva no balcão. A cidadania vendida a preço módico. Já é assim, poderá ficar pior...

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Desconstrutor

O vereador Sassá da Construção Civil (PT-AM) é favorável ao injustificado recuo de Lula, no quiproquó com Netanyahu. O que bastou para o advogado Marcelo Amil protestar, cheio de razão, em seu blog ww

Rusgas à vista

Se procedem, as informações sobre a pretensa blindagem do Exército pelo quase ex-tenente-coronel Mauro Cid, pode-se antecipar dificuldades no relacionamento entre a Marinha e as forças de terra. Segun

Stand up às avessas

O pralamentar Marcos Val tem irresistível e mal aproveitada vocação para o stand up. Ele não consegue fazer mais que desatar gargalhadas naqueles que ouvem suas - como direi? - narrativas. Ou, para se

Kommentare


bottom of page