Chororô

Novo espasmo de indignação ocorre, pelas últimas medidas que afetam a zona franca. Tivemos 53 anos para consolidar o modelo, e só aos 45 do segundo tempo corremos da sala pra cozinha. Insisto: se os trabalhadores de Manaus tivessem sido aquinhoados com salários justos, teriam mil razões para estar nas ruas, protestando contra o governo. Pelo que se sabe, a realidade social da capital amazonense revela cada dia mais a iniquidade que preside a distribuição (?) da riqueza gerada pelo suor de todos. O suor é coletivo; nos bolsos se esconde o egoísmo de uns poucos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

VIVA A BARBÁRIE

Bernardo Carvalho, FSP- 14-06-2021 Numa entrevista recente ao jornal Libération, em resposta a uma pergunta sobre o confinamento na pandemia, o lendário diretor de teatro inglês Peter Brook, 95, relem

Frases 129

A mentalidade anarquista do Presidente age para destruir e desmoralizar as instituições. Dita pelo General Luís Carlos Santos Cruz, ex-Secretário de Governo da Presidência da República. Integrante do