Chororô

Novo espasmo de indignação ocorre, pelas últimas medidas que afetam a zona franca. Tivemos 53 anos para consolidar o modelo, e só aos 45 do segundo tempo corremos da sala pra cozinha. Insisto: se os trabalhadores de Manaus tivessem sido aquinhoados com salários justos, teriam mil razões para estar nas ruas, protestando contra o governo. Pelo que se sabe, a realidade social da capital amazonense revela cada dia mais a iniquidade que preside a distribuição (?) da riqueza gerada pelo suor de todos. O suor é coletivo; nos bolsos se esconde o egoísmo de uns poucos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Acorda, Gutemberg!

Leitores, professores, indústria gráfica, editores, ilustradores e outras pessoas dotadas de inteligência sentem-se ameaçados. Os livros ficarão mais caros, caso sujeitos à tributação pretendida pelo

Radicalismos

Faz tempo, recuso discutir problemas econômicos se a desigualdade for item excluído da mesa de debates. Sem ter formação oficial em Economia, alguns cursos feitos na área permitiram-me compreender, po

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.