Brincando com fogo

As decisões de Donald Trump inquietam o mundo. Voltado apenas para seu próprio umbigo, o Presidente norte-americano decide e age à revelia dos interesses de outros povos e em benefício dos grandes capitais. De que é um dos detentores. Ainda agora, ofende a soberania de duas nações do Médio Oriente, estendendo o braço armado dos Estados Unidos e assassinando desafeto de uma terceira nação. Os desatentos e ingênuos dirão que se trata de uma sandice. Não é bem assim. Lucidez é o que não falta em suas más ações.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Mais um capítulo amazônico

Durante a sessão de abertura do Encontro anual do Ano Acadêmico Paulo Freire, pelo Núcleo de Estudos de Administração e Pensamento Social - ABRAS/UFF, será instalado o Capítulo Amazônia, integrado por

Hora do pega pra...

Por mais que o Presidente e o Relator da CPI da covid-19 desejem e mesmo tentem, difícil será manter a tranquilidade, quando sabemos que a marca de 500 mil cadáveres se aproxima. Nem todos têm consciê

Pensamento não morre

Há vinte e quatro anos, em outro 02 de maio, deixava-nos Paulo Freire. Doze anos depois, foi embora Augusto Boal. O pensamento e a ação de ambos, dignificantes e justificativas da nem sempre provada s