Bola da vez


Nossas atenções devem voltar-se para área por enquanto preservada das idiossincrasias do Presidente Jair Bolsonaro. Quando os pronunciamentos do Chefe do Poder Executivo brasileiro começarem a produzir efeito, a Ministra Teresa Cristina enfrentará crescentes dificuldades. Menos porque alguns produtores do agronegócio têm a ver com a devastação florestal que pela resistência que, com admirável discrição, a Ministra opõe à boiada pronta para passar. É só perguntar para o sinistro Ricardo Salles.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover

Sem Roma, nem Romano

Perde o Brasil um dos seus intelectuais mais lúcidos, com a morte do filósofo Roberto Romano. Professor da UNICAMP, Romano deixa a memória de um cidadão preocupado com a ética necessária às relações h