Boiada folclórica


Quanto mais cresce o rebanho, mais seus proprietários perdem a noção das coisas. E do Mundo. A deputada Teresa Cristina, que em alguns momentos parecia destoar do lamentável Ministério de Jair Bolsonaro, não precisou mais que de uma entrevista no programa Roda-Viva, da Tevê Cultura, para mostrar porque ocupa o posto na Agricultura. No final, ganhou uma vaga na galeria dos folclóricos. Além de acrescentar uma nova figura aos bois-bumbás e bumba-meu-boi – o boi-bombeiro. A bancada planaltina dos folclóricos se enriquece. Resta saber se, nela, Damares cederá o lugar.

1 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Se não é genocídio...

Descobrem pouco mais de 7 milhões de testes PCR da covid-19 estocados em depósito no aeroporto de Guarulhos, SP. Destes, quase 97% vencem em dezembro e janeiro próximos. O restante, cerca de 280 mil,

Retrato 18 – Talião 2020

Quase 2.000 anos antes de Cristo, criou-se o conceito do jus talionis. Diferentemente do que muitos pensam, esse segundo vocábulo não é mais que um conceito, ao invés do nome de alguém. Refere-se ao e

O segundo turno

Enfrentar preconceitos tem sido uma constante na vida do setentrião brasileiro. Como, de resto, nas regiões distantes do centro de poder. Este, como todos sabem, intimamente vinculado ao poder econômi

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.