top of page

Bienal das Amazônias

*Memória de Retorno, roupas costuradas e coladas, de autoria de Manauara Clandestina.

Com 121 artistas de países que têm a floresta amazônica em seu território, a Bienal das Amazônias terá sua primeira edição a partir de 4 de agosto, em Belém, no Pará, numa antiga loja de departamentos com quatro pavimentos. Os nomes vêm da Colômbia, Peru, Venezuela, Equador, Bolívia, Guiana, Guiana Francesa, Suriname e Brasil.

O tema da exposição é “Bubuia: Águas como Fonte de Imaginações e Desejos”, inspirado na obra do poeta Joao de Jesus Paes Loureiro, que defende o “dibubuismo” amazônico, uma referência as relações entre as águas e as pessoas que habitam o território da flor.


Bienal das Amazônias Quando: 4 de agosto a 5 de novembro; terça à sexta, das 9h30 às 19h; sábados, das 11h às 20h; domingos, das 11h às 18h

Onde: Rua Senador Manoel Barata, 400 – Belém, Pará

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Não fazem falta

Há indivíduos que, ausentes, fazem enorme favor aos outros. Cafu e Ronaldinho Gaúcho organizam um jogo entre veteranos, cuja renda se destinará às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Enquanto

O medo da urna

A credibilidade do governador Eduardo Leite afundou de vez nas águas do Guaíba e outros rios. Quando todas as cidades atingidas pelas enchentes baixarem, restará na lama o prestígio do governante. Alé

Provas provadas

A Revista de Saúde Pública, do Instituto Sérgio Arouca, tirou as dúvidas. Nós municípios em que o ex-capitão excluído das forças armadas e tornado inelegível venceu as eleições de 2022, o índice de mo

Comments


bottom of page