Aparência de esquerdista

Logo se verá Emmanuel Macron, Presidente da França, acusado de comunista. Ele descobriu para que tem servido a OTAN, a gendarme do governo norte-americano na Europa. Se os rotuladores forem além das aparências, logo verão tratar-se do contrário. O francês foi contestado por Ângela Merkel, da Alemanha, que considera importante o papel dos Estados Unidos naquele continente. Ela não concorda com Macron, quanto à morte cerebral da Organização do Tratado do Atlântico Norte, enquanto o Presidente francês olha para as barbas do vizinho, os curdos. O abandono em que Trump os deixou pôs as

barbas francesas no molho.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Confusão tola

As novas tecnologias da informação que na percepção de Marshall Mac-Luhan transformaram o mundo em uma aldeia global, nem sempre têm sido vistas com a seriedade necessária. Talvez aí esteja uma das ra

De inoportuno a necessário

A polarização política chegou a um tal ponto que se torna difícil imagina-la desaparecer tão facilmente. É justo reconhecer que muito dela é devido ao estilo do atual Presidente da República, apostado

Policialesco

Quem ainda tenha dúvida sobre a transformação do Estado democrático de Direito em um Estado policial, leia com atenção noticiário sobre as irregularidades atribuídas ao ex-reitor da UFSC, professor Lu