Ansiedade e anseios


É no Brasil que se registra o maior índice de ansiosos, segundo recente publicação. Há perto de 19 milhões de pessoas portadoras desse mal, agravado com a pandemia. Correspondem a pouco mais de 9% da população. Não é só a covid-19, porém, a agravante. A frustração na busca de seus objetivos, a impossibilidade de satisfazer justos anseios respondem, de ordinário, por boa parte desses números. Em tempos de crise e testemunhas da indiferença, quando não da cumplicidade de muitos, em relação ao mal agravante, maior é uma – a ansiedade -, enquanto menor é a satisfação dos anseios.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nova colaboradora

Nicole Bomfim Seráfico de Assis Carvalho é uma jovem estudante, apreciadora da natureza e das imagens que ela oferece. Por isso, decidiu oferecer oi registro fotográfico do que seus olhos veem. Dela é

Silêncio incômodo

Não é que se deva conceder às Forças Armadas a guarda da Constituição. Para os que prezam a democracia, basta que os servidores públicos fardados se submetam aos mandamentos da Lei Maior. Nada além d

Acorda, Gutemberg!

Leitores, professores, indústria gráfica, editores, ilustradores e outras pessoas dotadas de inteligência sentem-se ameaçados. Os livros ficarão mais caros, caso sujeitos à tributação pretendida pelo

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.