top of page

Amor invertido

Filme do século passado, Os brutos também amam (de George Stevens, 1953) conta a história de um aventureiro à moda dos mocinhos do Oeste norte-americano. Porque não aceitou a acusação de ser um ricardão, o astro (Alan Ladd) matou quatro homens e seguiu seu rumo. Shane era o nome do personagem, bruto mas sensível. No século XXI encontram-se brutos que, não contentes por contribuir para a matança de milhares de seres humanos, acham incompleto seu mau serviço, se não matarem também sonhos e esperanças. Com uma simples canetada, esses brutos em tempo integral acabam de matar o Festival de Ópera de Manaus, um dos eventos artísticos mais importantes da América Latina. Quando o certo seria levar a arte à periferia da cidade, nem mais o Teatro Amazonas receberá o festival que escondia o desmatamento, a miséria e a desigualdade. Tudo isso continuará, a partir de agora, sem o circo. Nem pão, nem circo!

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Dois pesos...

Os media colocam em dúvida, já condenando, a promessa de Nicolás Maduro, de que respeitará o resultado das eleições venezuelanas. Como se houvesse alguma probabilidade de eventual opositor derrota-lo.

Fora de hora

O blog Sociedade Militar divulga a construção de uma residência de quase 700m2 de área, no setor militar de Brasília. Segundo a notícia, lá se instalará um general do Comando da força terrestre. Conve

Comments


bottom of page