Ainda é pouco

Circulam pela internet cenas da tentativa de invasão de uma unidade de saúde na Ceilândia, Brasília. Vestido "a caráter" (camisa verde-amarelam da seleção brasileira), o invasor foi enfrentado por uma profissional de saúde, antes de chegar ao objetivo. Desejava atender a recomendação do Presidente da República, feita na véspera. Não satisfeito com tudo quanto tem dito e feito para impedir o combate eficaz da covid-19, Jair Bolsonaro passou a recomendar a prática de atos não simplesmente hostis ao bom senso, mas ilícitos.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Menos mal

Continuará a chamar-se Praça Nestor Nascimento o logradouro da Praça 14. Houve recuo dos promotores de mais uma das muitas ignomínias que têm vitimado segmentos sociais desfavorecidos. No caso específ

Mercado

Oferta e procura se encontram. Ao final, chegam ao objetivo buscado: o preço. Simples assim, diria o obediente general Pazuello. Atento a isso que se considera a principal lei de um ser etéreo, invisí

O coringa desastrado (?)

Migrante ministerial, o réu confesso Ônix Lorenzoni troca de pasta como quem troca de roupa. Perece certo ministro da ditadura, pau para toda obra. Com uma vantagem sobre o pretenso candidato ao gover