Ah, o velho Chico!...

A zona franca de Manaus chegou aos 53 anos e não parece ter amadurecido. Pode ser até - e os fatos parecem confirmar a hipótese - que envelheceu antes. Qual a Januária de Chico Buarque de Holanda ou mesmo a Carolina, os maiores interessados ficaram todo esse tempo na janela, os olhos tristes dirigidos para o próprio umbigo e não viram o tempo passar. O mundo mudando e nada sendo mudado por aqui. A tecnologia renovando-se a cada dia, e a ideia fixa de manter um passado a que não é mais possível voltar. Quem acreditará, agora, que em pouco tempo (seis meses? um ano?: dois anos?...) será feito o que em mais de 50 não o foi?

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O assediador Pedro Guimarães, digno representante das forças que se instalaram no poder, depois do golpe contra Dilma Rousseff, não deixou por menos. Mesmo que, para obter benefício ilegal e imoral,

Calou mal e pode ser um sinal de alerta a leitura do pedido de criação da CPI do MEC , no Senado. Presidente da Casa, o governists Rodrigo Pacheco anunciou o resultado de sua influência no processo:

Abundam obras artísticas voltadas ao estudo de períodos históricos limitados. Desde o filme Tempos Modernos, em que Chaplin mostrou com extraordinária lucidez a ameaça da máquina ao Homem e à sociedad