Adultério ou solidão?

Soube pelo interessante programa sabatino Partiu, Amazonas!, da Rede Amazônica, de curiosa e romântica relação entre um papagaio e uma arara. O casal é uma das atrações da Reserva da comunidade do Tumbira, no rio Negro. Dizem os que entendem de araras que essa ave não abandona seu par, por toda a vida. Nada sei a respeito da viuvez delas. Sei, porque vi, que o louro deve ter boa conversa. Não sei, porém, se se trata de um caso de solidão ou de simples adultério. Imagino, porém, que se a tão estranho casal for possível a procriação, é grande a probabilidade de sua cria nascer vestida à moda do dono da Havan. As cores dos pássaros o dizem.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O assediador Pedro Guimarães, digno representante das forças que se instalaram no poder, depois do golpe contra Dilma Rousseff, não deixou por menos. Mesmo que, para obter benefício ilegal e imoral,

Calou mal e pode ser um sinal de alerta a leitura do pedido de criação da CPI do MEC , no Senado. Presidente da Casa, o governists Rodrigo Pacheco anunciou o resultado de sua influência no processo:

Visitante habitual desta nau está intrigado sobre o noticiário da varíola do macaco. Argumenta ele que no Brasil há numerosas espécies desses animais, nem todas existentes em outras regiões do Mundo.