Adultério ou solidão?

Soube pelo interessante programa sabatino Partiu, Amazonas!, da Rede Amazônica, de curiosa e romântica relação entre um papagaio e uma arara. O casal é uma das atrações da Reserva da comunidade do Tumbira, no rio Negro. Dizem os que entendem de araras que essa ave não abandona seu par, por toda a vida. Nada sei a respeito da viuvez delas. Sei, porque vi, que o louro deve ter boa conversa. Não sei, porém, se se trata de um caso de solidão ou de simples adultério. Imagino, porém, que se a tão estranho casal for possível a procriação, é grande a probabilidade de sua cria nascer vestida à moda do dono da Havan. As cores dos pássaros o dizem.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Rubicão de cada um

Difíceis, muito difíceis – e tenebrosos, os dias que temos vivido. Digo da morte imposta a toda uma população, aqui como em outros lugares do Mundo. A rejeição da Ciência, a agressão aos direitos fund

Fora!

A floresta e Florestan

Nascido em 20 de julho, o sociólogo Florestan Fernandes ensejou a oficialização da dada como o Dia Nacional do Sociólogo. Ele, que todo dia emprestou a riqueza de seu pensamento às melhores causas, f