A verdade impor-se-á

A mesóclise tão ao gosto de Michel Temer casa bem com a sentença assaz proferida, quase nunca praticada pelo Presidente Jair Bolsonaro. Do jeito como as coisas andam, pouco a pouco vamos nos aproximando da realidade dos fatos que muitos negam, quase sempre com o cenho cerrado e aparente indignação. Se esta é expressão própria dos indignos, aos outros o cenho deveria corresponder à dignidade de que são portadores. Isso vem pouco ao caso, agora. O desvendamento das façanhas de Fabrício Queiroz e seus parceiros, acobertadas pelas asas de toda uma coorte de anjos parece mostrar apenas a ponta de um iceberg prestes a desmoronar e engrossar as águas que levam a mares nunca dantes navegados. Nem imaginados. Imagino quanto os cineastas recebem, de graça, o roteiro e a matéria de que se ocuparão nos próximos meses. Material é o que não falta, embora dificuldades econômicas talvez sejam enfrentadas, tantos os lugares, tanta a variedade de acontecimentos, tantos os protagonistas envolvidos. Mas que dará um ou vários filmes, quem duvida? Nosso primeiro Óscar de melhor filme estangeiro pode estar a caminho...

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

O Brasil caiu nas mãos do seu torturador*

Em 17 de abril de 2016 na votação do farsesco impeachment contra Dilma Rousseff, Bolsonaro se tornou o Ubu rei nacional. Ubu Rei é um personagem de uma peça homônima de Alfred Jarry que data do final

Saída difícil

Imagine-se um carro Ford-T trafegando nas ruas das grandes cidades. Por mais agradável que fosse conhecer aquele símbolo do mundo industrial emergindo, ninguém negaria o anacronismo da paisagem. Pois

Quem quiser, que o compre

Assisti à sessão híbrida em que a Câmara dos Deputados confirmou a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal, determinando a prisão do deputado Daniel Silveira. O relatório lido pela autora, deputa

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.