A SUBSERVIÊNCIA DAS FORÇAS ARMADAS AOS INTERESSES EXTERNOS

Lúcio Carril*


As forças armadas dos países que foram colônias não têm um traço que as identifiquem com o nacionalismo. Se mantêm como acólitos do império, subservientes, passivas diante do saque contra a nação que juraram defender.

Os militares que ousaram se manifestar em defesa dos interesses nacionais foram expulsos, torturados, perseguidos, mortos. Foi assim com Luiz Carlos Prestes, Gregório Bezerra, Giocondo Dias, Carlos Lamarca, Salomão Malina e muitos outros. Movimentos como o Tenentismo também foram expurgados.

Sei dos limites da bandeira nacionalista, que em todo o mundo abrigou ondas de direita, mas a defesa dos interesses da nação devia traçar a feição das três forças. O que vemos hoje é a passividade diante da entrega do país ao império americano. A Derrama continua, através do pré-sal, das empresas estatais estratégicas e do aceno para mais saques sem resistência.

É vergonhoso ver o Brasil ser saqueado sem qualquer posição contrária das forças que deveriam defender o país. Pior: estão sendo coniventes, coadjuvantes com o assalto.


* Lúcio Carril é sociólogo, pós graduado em Gestão e Políticas Públicas pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Por que celebrar Daniel Coelho de Souza?

Parte IV Pois bem, decorridos exatos 70 anos da publicação de Interpretação e Democracia, permanece no ponto crítico em que se encontrava, desde então, a velha disputa entre judiciaristas e parlamenta

A Razão da primavera

É verdade: sou um romântico. E não pretendo abrir mão disso que considero uma qualidade humana. Escrevo em resposta àqueles que pensam estar desqualificando meu discurso me chamando de romântico. O fa

FILOSOFIA, TEMPO E SENSAÇÃO*

Alcimar de Oliveira * Quanto menos a força muscular foi aplicada às máquinas colossais, quanto mais as pontas dos dedos e os movimentos oculares foram motora e refinadamente alinhava

Arquitetado e Produzido por WebDesk. Para mais informações acesse: wbdsk.com

Todos os Direitos Reservados | Propriedade Intelectual de José Seráfico.